segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Summer in the City

Dançar assim é um privilégio!

video

domingo, 7 de setembro de 2008

Férias 4- Parque Nacional da Peneda-Gerês

Cheguei ao Gerês pela Caniçada. A barragem criou uma albufeira onde mais de uma dezena de pescadores à linha parecem satisfeitos com o que o rio lhes oferece!

Este é o único Parque Nacional do País pelo que era previsível que todas as actividades humanas fossem integradas num plano de desenvolvimento sustentável.

No entanto, basta descer até Rio Caldo para se verificar que (espero que apenas no mês de Agosto!!!) o turismo excessivo torna um local que se espera calmo e tranquilo numa verdadeira "feira", onde os carros estacionados ocupam parte das estradas sem bermas, as motas de água quase atropelam as "gaivotas" que deslizam nas águas do Rio Cávado e o lixo nas margens se vai acumulando.
O melhor é mesmo continuar a viagem até Vilarinho da Furnas.

As paisagens são magníficas!



Vilarinho da Furnas era uma aldeia comunitária que, em 1971, foi submersa pela albufeira criada pela barragem aí construída. Mesmo com a albufeira cheia é possível verem-se vestígios da aldeia. Um conjunto de moinhos, infelizmente ao abandono, está ainda bem patente numa zona onde as águas da albufeira dificilmente chegam.




A Mata de Albergaria é, também, um lugar de passagem obrigatória. A biodiversidade que aqui encontramos é deslumbrante! Uma das espécies bem preservadas nesta região é o azevinho que se encontra quase em extinção no nosso País. Pelo interior desta mata passa a Geira Romana de que são visíveis vários marcos miliários.






A Geira é uma estrada militar, presumivelmente do séc I d.C, que liga Bracara Avgvsta a Astvrica Avgvsta.

Mas a imagem mais gratificante desta viagem foi encontrar garranos em perfeita liberdade e harmonia!
Ora vejam lá!