terça-feira, 18 de janeiro de 2011

É preciso não esquecer!



(...)
Em nome do que passámos
não deixaremos passar
o patrão que ultrapassámos
e que nos quer trespassar.
E por onde a gente passa
nós passamos a palavra:
Cada rua cada praça
é o chão que o povo lavra.
Passaremos adiante
com passo firme e seguro.
O passado é já bastante
vamos passar ao futuro.

Ary dos Santos

3 comentários:

JPD disse...

Belíssimo poema de Ary.
Bela edição.
Bjs

gaivota disse...

o passado foi demasiado bastante!
o futuro está a ser...
ninguém esquece, mas ninguém quer lembrar...
beijinhos

Há.dias.assim disse...

Bem precisamos!