terça-feira, 18 de março de 2008

A noite



Da janela daquele quarto via-se o castelo. Iluminado parecia pairar no céu.

Na torre quase se via a Princesa que esperava, ansiosamente, pelo cavalo branco que lhe traria um cavaleiro louro, esbelto, valente!


Que bom poderem ali estar, inventando estórias de príncipes e princesas como se a vida fosse um conto de fadas!

Aquele lugar mágico haveria de guardar os momentos de amor mas também as lágrimas da despedida, as promessas que sabiam não poderem ser cumpridas e a esperança, sempre viva, que permitia que a vida pudesse continuar!


Antes de partirem, espreitaram pelo telescópio à procura daquela estrela que os uniria no sonho partilhado há tanto tempo.

Outras noites, outros sítios, outras emoções vieram. No entanto, aquele castelo pairando no céu ainda hoje lhes ilumina a alma quando os olhares, discretamente, se cruzam!

7 comentários:

osátiro disse...

Um conto que nos transporta para as fantasias que gostamos de sonhar...

Olá!! disse...

E as estrelas brilham mais hoje...
Obrigada G
Beijossssssss

poetaeusou . . . disse...

*
o principe,
da ilusão dos sonhos
,
conchinhas
,
*

Marta disse...

A imaginação aqui está no auge :)

Gostei, parece aqueles sonhos que temos em crianças.

Bjinho

Pata Negra disse...

Só uma curiosidade: esse castelo é em Marrocos?!
Um abraço do casteleiro

Oliva verde disse...

Ao Casteleiro
Toma bem conta dele. É lindo!

AURORA ( LOLA ) disse...

Aquele lugar mágico haveria de guardar os momentos de amor mas também as lágrimas da despedida, as promessas que sabiam não poderem ser cumpridas e a esperança, sempre viva, que permitia que a vida pudesse continuar!



Lindo amiga.


bjs