quarta-feira, 16 de julho de 2008

Riacho



Se pedras não existissem no teu caminho, não saberias cantar!


A leveza e a força associam-se, fazendo-te ultrapassar todos os obstáculos e levando-te a atingir os objectivos que, em cada momento, defines.


A luta contínua que travas sem que ninguém perceba, vai-te dando o brilho, a vida e a beleza que ostentas para que possamos, ao comtemplar-te, encontrar o equilíbrio!

6 comentários:

poetaeusou . . . disse...

*
o riacho
aprende a ser rio
olhando a chuva,
a cair no seu leito,
submergindo os escolhos,
feitos pedras, sonantes . . .
,
conchinhas
,
*

gaivota disse...

o canto dos riachos na passagem pelas pedras que encontram pelo caminho...
ainda hão-deconstruir o tal castelo...
beijinhos

Multiolhares disse...

sem duvida
são as dificuldades que nos fazem
descobrir a beleza
beijos

Marlene Maravilha disse...

Passei para te visitar e nao me enganei. Os portugueses sao todos poetas e escrevem muito bem. Gostei muito e vou retornar.
Parabéns!
abracos e um lindo domingo!

Pata Negra disse...

Intifada já!

Um abraço de pedra

marias disse...

É, acredita que as dificuldades que por vezes aparecem no nosso caminho sem que nós estejamos à espera delas deixam-nos assustados!... Mas arranjaremos, sempre força e coragem para as ultrapassar.
Venho dizer-te um Grande Obrigada pelas visitas que me fizeste no blog, pela amizade que me dedicaste porque é tempo (obrigatório) de parar por uns tempos, não sei quanto!...

Um dia voltarei.

Beijos