quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Férias 3- Citânia de Briteiros

Entre Braga e Guimarães localiza-se uma das maiores ( se não mesmo, a maior) Citânia da Península Ibérica. No cimo do Monte de S. Romão, sobre um grande maciço granítico, pode ver-se uma grande parte do vale do Ave.




Característica do Noroeste da Península, a Citânia é um grande povoado proto-histórico que teve origem na Idade do Bronze (primeiro milénio a. C) e que se desenvolveu, sobretudo, entre os séc II a.C. e I d. C. A partir desta altura, verifica-se a influência (parece que muito limitada) da romanização.O traçado das ruas e o sistema de irrigação parecem ser os traços mais marcantes da influência romana.



A reconstrução de duas habitações permite-nos ter uma ideia mais aproximada do tecido habitacional do povoado.



Na aldeia, é possível visitar o Museu da Cultura Castreja, espaço doado por Francisco Martins Sarmento, considerado por muitos o "pai" da arqueologia em Portugal. Martins Sarmento foi o responsável pelas primeiras campanhas de arqueologia feitas, exactamente, na área da Citânia de Briteiros.
Recolheu várias peças metálicas e de olaria pertencentes ao período da romanização e vários achados de origem Celta de que se destaca a Pedra Formosa do Balneário castrense.



A visita à Citânia e ao Museu, por si só, já compensa bem a viagem. Mas, uma vez que estão pertinho, podem dar um salto ao Gerês.


Foi, aliás, o que eu fiz!


Depois conto-vos!

6 comentários:

elvira carvalho disse...

Excelente post. Muito obrigada pela partilha eu não conhecia embora conheça Braga e o Gerês e até já tenha postado sobre as duas localidades.
Um abraço e bom fim de semana

gaivota disse...

zona linda do nosso portugal!
beijinhos

Pata Negra disse...

Vou fazer o contrário: quando estiver no Gerês, vou lá dar um saltinho. Lembro-me da citânia de Briteiros por causa de uma imagem dum manual de história dos meus tempos.
Um abraço e continua a percorrer Portugal

Multiolhares disse...

O nosso país tem recantos lindos
E o norte, o Minho tem uma beleza natural
Sem igual
beijinhos

poetaeusou . . . disse...

*
as nossas raizes,
preservadas,
nunca totalmente
pelo estado ...
,
presto homenagem
a francisco martins sarmento,
,
buzios sonantes te deixo,
,
*

marias disse...

Ler este post foi uma aprendizagem !...

Apesar de o Gêres ser um local muito visitado, provavelmente esquecer-se-ão de ver de perto estes magnificos vestigios históricos do nosso passado.
Obrigada pela partilha!

Que continues a desfrutar de umas férias magnificas!...

Bjs