quinta-feira, 7 de agosto de 2008

No Trilho da Esperança

António Morais, 48 anos de idade, professor, está na estrada, pedalando e visitando as várias escolas, de Melgaço a Vila Real de St. António, onde exerceu a profissão ao longo da sua carreira.




Esta iniciativa pretende "alertar a opinião pública para a necessidade de a sociedade apoiar os seus professores. Estes dedicam a sua vida, durante cada ano lectivo, a garantir com grande empenhamento e dedicação uma Escola Pública de qualidade, inclusiva e democrática - espaço de formação cívica e de preparação para a vida activa, para a intervenção social e para o ser-se Pessoa". (ver aqui)

Vi-o pedalar (e bem!!!) ontem e hoje, enquanto percorria os caminhos que o levaram a visitar as escolas do Distrito de Aveiro. O António, sereno, bem disposto e com enorme sentido de humor, não deixa nunca de chamar a atenção para as distâncias que os professores têm que percorrer, todos os dias, para o isolamento a que estão muitas vezes sujeitos, para as despesas acrescidas que estas distâncias acarretam nos seus orçamentos famíliares!




Vai, agora, a Caminho de Santarém. Depois, percorrerá o Alentejo e prevê-se que chegue a Vila Real de St. António, no dia 22 de Agosto.


Boa viagem, António!
Vamos acompanhar-te nesta jornada, com a ESPERANÇA de que este teu gesto sirva, também, para que, mesmo em período de férias, os professores encontrem motivos para não se alhearem e/ou se isolarem!

Esta é, sem dúvida, a FORÇA DA NOSSA RAZÃO!!!

6 comentários:

poetaeusou . . . disse...

*
recordo
o meu professor,
quatro anos na primária,
dr. miranda,
cabo verdeano, raça negra,
ensinou-me a amar Portugal,
respeitadíssimo,
nesta comunidade - Nazaré -
,
nos finais dos anos 60,
a policia politica,
arrancou-o da cama . . .
nunca mais o vi . . .
,
chorei ao saber,
que foi preso por ser
Cabo Verdeano e . . . Negro,
,
força professor morais !!!
,
conchinhas de solidariedade,
deixo,
,
*

Multiolhares disse...

Professores, homens e mulheres de fibra, que lutam por um ideal

força
beijos

Pata Negra disse...

Mal vai o país em que a política se virou contra os professores, mal vai o país em que o governo, deliberadamente, chamuscou os professores para que eles fossem mais baratos, mal vai o país que tolera um valter lemos.
Mas nem sempre vai ser assim: eles têm o poder e a ingenuidade das massas, os professores têm o ensino e os seus alunos com eles.
Já ganhámos uma bicicleta!
Um abraço irritado e feliz

elvira carvalho disse...

Ainda hoje recordo a D. Georgina, minha professora entre 1954/1958.
Chamávamos-lhe "A Gata" pelos olhos verdes, mas também pela maneira com que aparecia junto de nós quando estávamos a fazer alguma travessura.
Um abraço e bom fim de semana

gaivota disse...

era na esperança de saber e aprender que íamos trilhando os nossos caminhos, passo a passo ou a correr até à escola, a d. adozinda, a minha professora das primeiras letras... em caldas da rainha
tem que haver ojbectivos e lutar por eles
beijinhos

mundo azul disse...

Que bela iniciativa a desse professor! Que ele realmente atinja os seus propósitos... É preciso melhorar a situação dessa classe um tanto judiada e tão importante para a sociedade!

Beijos de luz e um final de semana feliz!!!