segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Mas ao menos eu sonhei!


Vidas vazias, com risos aparentes
Enchem a eira onde o sol, indiferente, brilha.
Juntam-se os amigos, tenta-se viver com normalidade
Inventando a família que se queria feliz.

Acorda, muda, transforma!
Sonha, sonha …
Agarra a ponta dessa teia que cresce à tua volta e dá a volta!

Quero ouvir-te gritar: “Ao menos, eu sonhei!”

7 comentários:

O Profeta disse...

Corre assombração
Vai para outro mundo numa toada de vento
Afasta de mim este cálice
Deixa-me aprisionar a morte na vida por um momento

Deixa-me sentir com a alegria dos sentidos
Deixa-me acreditar no voo do por-do-sol
Deixa-me beijar as águas de um lago feliz
Deixa-me navegar sem rumo, perder o control



Mágico beijo

Maria disse...

E o sonho é o motor da vida...
Vim conhecer-te e agradecer a tua visita...

:)

gaivota disse...

ao menos ainda sonhaste!!! segundo dizem, sonhamos sempre, podemos ou não lembrar o sonho...
mas grita, sempre, inventa a família!
beijinhos

Rosa dos Ventos disse...

O Sonho comanda a vida!
Sonhar é preciso...

Abraço

Multiolhares disse...

E como é importante pelo menos sonhar
beijinhos

poetaeusou . . . disse...

*
enleado vazio,
ocando os sonhos,
nos sorrisos descorados ...
,
brisas reais, deixo,
,
*

fj disse...

o que seria da vida...100sonhar!!!

beijinhos