segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Desabafo!

Um dia o País acordou com a notícia de que várias burlas, negócios escuros e processos pouco lícitos teriam provocado a falência de um Banco. (confesso que nunca tinha ouvido falar do dito!)

Alguém foi detido, sujeito a interrogatórios e acusado de ter enriquecido … a esposa ou melhor, a ex-esposa!
Parece que há outros responsáveis.
No entanto, ninguém é culpado até que tal se prove.
Até lá, uns quantos clientes aparecem a reclamar o seu dinheiro que, tudo indica, poderá ter ido parar a uma qualquer conta na Suíça, em nome de uma qualquer ex-esposa!
Mas nada está perdido.
O Estado Português salvará a situação.
Nacionaliza o Banco na falência e, num abrir e fechar de olhos, milhões de euros (nossos) vão parar aos cofres do Banco!
(nossos????, nossos????, pois! Meus, teus, nossos!!!!)
Algum tempo (e milhões de euros) depois, o Banco já não está na bancarrota. Já começou a recuperar. Parece que já consegue “caminhar sozinho”.
Pois bem, está na hora de Privatizar!
Moral da estória: Nacionalizar a miséria, privatizar o sucesso! (com os nossos euros!!!)
E…
O déficit do País aumenta. É preciso contenção!
A palavra de  ordem é “Reduzir despesas, aumentar a produtividade”
E começa, aqui, a NOSSA MISSÃO!
Criemos “ESCOLAS DE EXCELÊNCIA” onde, a baixo custo, se consigam muitos diplomas!
Esta é a primeira etapa!
Depois de conhecida a receita do sucesso, há que investir na divulgação dos resultados:
”A Escola A é uma Escola de Excelência! Muitos diplomas, boas notas, muita procura”
Voltemos, então, à Moral da estória: Nacionalizar a miséria, privatizar o sucesso!
Então, um dia, faremos parte de Um Grande Grupo: Continente, Feira Nova, Espírito Santo, Mellos, Amorins…
Quem sabe estaremos a pedir : “compre o livro da Passára” ou “arredonde a sua conta”, “vá lá, seja bonzinho, ajude os pobrezinhos, temos a obrigação de apoiar as escolas normais que nunca serão de Excelência!”

4 comentários:

JPD disse...

Claro que estou de acordo: o que se passou com esse banco, o BPN, é um caso de policia.

O único acusado foi o que grosseiramente mais tropelias fez, mais roubos consumou.

Saudações

Rosa dos Ventos disse...

Subscrevo a tua raiva!
É uma vergonha!

Abraço

gaivota disse...

minha amiga, e que desabafo!!!
estas gestões bancárias e etc...
fiquemos por aqui!
mas a minha raiva fica com a tua...
beijinhos

JPD disse...

FELIZ NATAL!

BJS