terça-feira, 22 de janeiro de 2008

Águas largas


Olha esta luz!
O caniçal está feliz. Com as espigas ao vento, banhado por estas águas largas, tem a visão perfeita do paraíso!
Acredita, é mesmo assim. O verdadeiro paraíso está neste sítio.
Aqui se juntam as águas.
De um lado, o rio que lava os campos de arroz onde, em tempos, as mulheres mergulhavam os pés para aconchegar as pequeninas plantas.
Do outro lado, chega o canal que transportou os barcos que a esta terra trouxeram a vida!
E é aqui, precisamente aqui, que o palheirinho espreita à espera que um dia um menino como tu o queira (re) descobrir!

4 comentários:

parvinha disse...

Obrigado pela visita ao meu cantinho e pelas palavras...
lindo sitio esse que descreveu...ainda hoje ao falar com uma amiga, ela disse, nada como cheirar uma flor e sentir pessoas...
beijinhos

MIMO-TE disse...

Se é aí, vou já a correr :))

Belissimo post em total harmonia, texto e imagem.

Adorei, volto

Mimo-te

Olá!! disse...

Lindoooooooooo

Já te linkei
Beijos

poetaeusou . . . disse...

*
andam aromas no ar,
a dos nosso escritores,
dos seculos XIX e XX,
,
hoje, esquecidissimos,
,
lindissimo,
,
conchinhas
,
*